Perfil:
Luís Augusto


Arquivos:

Amigos (0)::



22/02/2015 às 18:44

A QUE PASTOR DEVO OBEDECER?
CONFIRA AS PASSAGENS NA BÍBLIA ONLINE
Postado por Luís Augusto

Hebreus 13:17: "Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil".

Hebreus 13:17 fala daqueles que são guias (que é o sentido dessa passagem para algumas traduções que usam "pastores") de acordo com a Bíblia. O fato de algumas versões usarem a palavra "pastor" causa alguma confusão. O "pastor" (singular) de uma denominação não é o pastor mencionado aqui. O pastor que você encontra na Palavra de Deus é alguém que recebeu seu dom do próprio Senhor Jesus para pastorear ovelhas, não para dirigir as reuniões dos cristãos. É uma pessoa que zela pelas ovelhas, visita, cuida etc.

Não é um líder e nem precisa ser necessariamente um pregador. O versículo fala também de "pastores" no plural, porque neste caso está se referindo aos que zelam pelo rebanho. O pastor, segundo a Palavra de Deus, é um dom espiritual individual dado pelo próprio Jesus ressuscitado, e não por ordenação humana, curso de teologia, ou uma organização. Assim como o evangelista e o mestre, o pastor é um dom universal, isto é, sua atuação não está restrita a uma congregação local. Ele é pastor onde quer que vá, porque sua função é alimentar e cuidar das ovelhas, não dirigir uma congregação. Já os dirigentes, bispos, presbíteros ou anciãos (diferentes nomes para uma mesma função) nos falam de uma função local da assembleia e sempre no plural.

Um ancião ou presbítero pode ou não ter o dom de pastor, evangelista ou mestre; pode ou não ser um ministro da Palavra. A função dos presbíteros ou anciãos é supervisionar o rebanho local. Portanto, os presbíteros não têm atuação ou autoridade em assembleias em outras localidades, embora possam ser reconhecidos e respeitados. Outro detalhe é que os anciãos segundo a Bíblia, como também acontecia com as igrejas, eram aqueles reconhecidos por localidade, e não por "denominação".

Do mesmo modo como existia a igreja em Éfeso, havia os anciãos de Éfeso aos quais Paulo se dirige em Atos 20:17 que diz: "E de Mileto mandou a Éfeso, a chamar os anciãos da igreja". E de Mileto mandou a Éfeso, a chamar os anciãos da igreja. Atos 20:17 Repare que, os anciãos ou bispos que até então eram constituídos pelo Espírito Santo Atos 17:28: "Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos; como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração".

Hoje bispos ou anciãos continuam sendo levantados pelo Espírito Santo. Embora não tragam o título, os irmãos os reconhecem como aqueles que têm cuidado pelas ovelhas. Em nenhum lugar nós os vemos sendo ordenados por alguma comissão ou eleitos pelos irmãos de uma assembleia local. O pastor, que é um dom, NÃO ORDENADO POR HOMENS!!! Mas quem escolhe é o Senhor. Paulo diz em Efésios 4:11-12: " E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;". O dirigente, ancião, presbítero, etc.

1 Pedro 5:1-3 diz: "Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho". Ao contrário do pastor, que é um dom que vem do alto, de Cristo, o presbítero (ancião, guia etc.) é uma função que exige, não um dom, mas uma qualificação moral como de um chefe de família. Em 1Timóteo 1:3 diz: "Como te roguei, quando parti para a macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina,".

Ao dizer que devemos obedecer aos pastores, a Palavra de Deus está nos exortando a obedecer aqueles (sempre no plural) que têm o cuidado pelo rebanho local, não a de UM HOMEM COLOCADO POR OUTROS HOMENS NA POSIÇÃO DE LÍDER no máximo de uma congregação, como é o caso do padre católico, função de liderança local copiada pelo protestantismo e batizada de "pastor". Fica assim fácil de entender que a figura do "pastor", como encontramos nas denominações, não existe na Bíblia. Ao contrário do plural Bíblico "pastores" ou "guias" ou "anciãos" de Hebreus 13, o "pastor" denominacional é singular.

Ao contrário de ser um dom, como é o caso do "pastor", "evangelista" ou "mestre" de Efésios 4, o "pastor" denominacional é um cargo. Ao contrário de ser escolhido pelo Espírito Santo, ele é ordenado por uma junta de homens. Se você leu o texto com atenção... deve ter reparado que não existe uma semelhança do pastor denominacional com os presbíteros ou o dom de pastor que você encontra na Bíblia. Acho que já entendeu, que não existe tal coisa na Bíblia. Qualquer um que se coloca à frente de uma congregação com o intuito de dirigir a reunião dos santos está usurpando um lugar que só o ESPÍRITO SANTO PODE TER. Do contrário, não passa de caricatura do catolicismo.



Comentários



Comentar post:

Nome/Apelido:


Email:


Comentário:



Não foi encontrado nenhum comentário!